é sempre aquela dicotomia: eu quero quando os outros não querem, e os outros querem quando eu não quero. nunca deixámos de vasculhar os caixotes do lixo, saciando desejos com restos fora de prazo.